HOME
Educar - Uma janela para o mundo
PROJETOS
Viveiro Escola Planta Brasil
SaciArte - Musicalização
Arte & Sobra - Artesenato
Melhor idade
Teatro nas comunidades
NOSSO BLOGS
Cone Leste Paulista
Blog educação
Liberdade de expressão
Reflorestamento e Florestamento
Raizes & Matrizes
MIDIAS
Gazeta Valeparaibana
Rádio CULTURAonline
Ultimas Notícias
Considerações e reflexões
Ouçamos as crianças
VALE A PENA LER DE NOVO
Errar é humano
Economia no Sudeste Brasileiro
Meio ambiente e o futuro
Nossa proposta de paz
Algo precisa mudar...
Visite nossa biblioteca
NOSSA BIBLIOTECA
Telemensagens
Auto ajuda
REDE SOCIAL
Nossa forma de ver a educação
Novos autores
VERSO E PROSA
Precisamos de você
Precisamos de sementes
CAMPANHAS
Traga sua garrafa Pet
Protocolos ambientais
Eventos sociais
AGENDA
Ultima atualização
30.09.2015
Concursos Literários
Eventos comunitários
formifuinhasdovale

Associação Cultural, Educação, Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável do Cone Leste Paulista

Seu comentário
Patrocinadores
Voluntariado
Quem somos
Forum-online
Organograma
Fale conosco
Parceiros
Mapa
Nosso Presidente

Meio ambiente e o futuro


Projeto iniciado em: 2007 - Restaurado em 2010 - Todos os direitos reservados
Página do Projeto Social "Formiguinhas do Vale" uma O.S.C.I.P. sem fins lucrativos
Protocolizado sob o nº. 27.616 em 04/12/2009 e registrado em micro-filme sob o nº. 18.112 em 15/12/2009 - 1º Cartório Registro SJC

Produzido por Webmaster JFB © 2010 Todos os direitos reservados. All rights reserved

Meio ambiente e o futuro

Os constituintes do meio ambiente compreendem fatores abióticos, como clima, iluminação, pressão, o teor de oxigênio e, bióticos, como: condições de alimentação, modo de vida e comportamento social para a fauna e, para o homem, fatores como educação, companhia, saúde, entre outros. Esta nossa preposição somente se vai referir aos aspetos ecológicos do meio ambiente.

 
Definições:

Em biologia, no capitulo que se refere a ecologia, o meio ambiente inclui todos os fatores que afetam ou interagem  diretamente no metabolismo ou no comportamento de um ser vivo ou de uma espécie, incluindo-se os fatores luz, ar, água, solo (chamados de fatores abióticos) e próprios seres vivos que coabitam em um mesmo ambiente, que é designado como biótopo.
Os seres vivos, constituem o meio ambiente biótico. Tanto o meio ambiente biótico quanto o biótico atuam um sobre o outro numa cumplicidade que forma o chamado meio ambiente total dos ecossistemas.
 
Meio ambiente abiótico:

O meio ambiente abiótico inclui fatores como solo, água, atmosfera, luminosidade e radiação. É constituído de muitos elementos e forças que se influenciam entre si e interagem na comunidade de seres vivos do seu habitat. Por exemplo: A corrente de um rio pode influir, na forma das pedras que se acumulam no fundo e na margem desse rio; a temperatura, a limpidez da água e sua composição química também podem influenciar toda a sorte de plantas e animais, bem como na sua maneira de se comportarem em seu habitat. Um importante grupo de fatores ambientais abióticos constitui o que se chama de "tempo".
Os seres vivos e os destituídos de vida são influenciados pela chuva, geada, neve, temperatura, quente, fria, evaporação da água, umidade (quantidade de vapor de água no ar), vento e muitas outras condições do "tempo". Muitas plantas e animais morrem a cada ano em virtude das mudanças de tempo. Os seres humanos constroem casas e usam roupas para se protegerem de climas ásperos (tempo). Estudam o "Tempo" para aprender a controlá-lo.
Outros fatores abióticos abrangem a quantidade de espaço e de nutrientes (substâncias nutritivas) de que pode dispor um certo e determinado organismo.  Todos os organismos necessitam de certa quantidade de espaço em que possam viver e se desenvolver, bem como interagir na comunidade. Também, para que possam sobreviver necessitam de certa quantidade de nutrientes desprovidos de vida, como por exemplo o fósforo, para manter atividades corporais, como a circulação e a digestão.
 
Meio ambiente biótico:

O meio ambiente biótico inclui alimentos, plantas e animais, e suas relações recíprocas com o meio abiótico. A sobrevivência e o bem estar do homem depende grandemente dos alimentos que ingere, tais como frutas, verduras, carnes, fibras, etc... Depende assim, de  associações com outros seres vivos. Por exemplo: algumas bactérias do sistema digestivo do homem ajudam-no a digerir certos e determinados alimentos.
Os fatores sociais e culturais que cercam o homem são uma parte importante do seu meio ambiente biótico. Seu sistema nervoso altamente desenvolvido tornou possível, a memória, o raciocínio e a comunicação. Os seres humanos ensinam seus filhos e aos seus companheiros o que aprenderam. Pela transmissão de conhecimentos, o homem desenvolveu a religião, a arte, a música, a literatura, a tecnologia e a ciência. A herança cultural e a herança biológica do homem possibilitaram-lhe progredir além de qualquer outro animal no controle do meio ambiente. Nas ultimas décadas do século passado, o homem se lançou no descobrimento do espaço cósmico e no estudo do seu meio ambiente.
Todo o ser vivo se encontra em um meio que lhe condiciona a evolução de acordo com o seu patrimônio hereditário. A reação/evolução sobre o patrimônio leva à individualização dos seres e à sua adaptação a um determinado modo de vida. Quando o meio ambiente em que está inserido muda, o organismo reage através de uma nova adaptação (dentro da faixa permitida pelo patrimônio hereditário) que, segundo Lamarck, seria sempre eficaz, mas que, na realidade, pode ser prejudicial e agravar as conseqüências da mudança. Por exemplo: alterações bruscas como as que geralmente ocorrem em lagoas, acarretam muitas mortes.
A locomoção no reino animal, e a dispersão dos diásporos,no reino vegetal, permitem às espécies instalarem-se em novos ambientes, mais favoráveis. É o aspeto principal da migração. O organismo pode, também, diminuir as trocas ou contatos co um meio que lhe é hostil, através da reclusão (construção de um abrigo, enquistamentos, anidrobiose, etc.). Enfim, uma determinada espécie pode organizar seu meio por iniciativa própria (insetos sociais, castor e espécie humana).
 
Meio ambiente natural:

É aquele que antes mesmo do surgimento da humanidade já existia. os recursos naturais, de uma forma geral, bióticos ou abióticos são componentes viscerais do meio ambiente natural. A inter-relação entre os elementos componentes desta classe também é um fator essencial de sua compreensão. Certamente que com o surgimento da humanidade, o homem, como ser humano que é, acabou se tornando elemento do meio ambiente natural.
 
Meio ambiente artificial:

De certa forma, vem em contraponto á noção da classe do meio ambiente natural. Afinal, a própria compreensão do que pode vir a ser o termo "artificial", já denota ser um bem que não se harmoniza com a idéia implícita ao "natural". De uma forma mais direta, os estudiosos costumam vincular o "meio ambiente artificial" aos bens ambientais que foram modificados pelo homem. Assim, a artificialidade seria característica do meio ambiente natural que foi alterado em sua intimidade pelo homem e, que por isso, não seria mais "natural".
 
Meio ambiente cultural:

É aquele que pela sua natureza peculiar, é mais valorizado, pela sua cultura. Geralmente os estudiosos associam o meio ambiente cultural ao meio ambiente artificial que detenha valor histórico, cultural, estético, artístico e paisagístico.
Outros valores e compreensões, podem, entretanto, ser associados à idéia de "meio ambiente cultural". Alguns elementos, inclusive, otimizam a sua concepção, de modo a que englobe duas dimensões: Concreta (formada pelos bens artificiais de valores culturais, históricos, etc.) e Abstrata (a exemplo da cultura, propriamente dita).
 
 
 

Lembre-se:
 
Você é o item mais importante neste processo.