Associação Cultural, Educação, Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável do Cone leste Paulista


Projeto iniciado em: 2007 - Restaurado em 2010 - Todos os direitos reservados
Página do Projeto Social "Formiguinhas do Vale" uma O.S.C.I.P. sem fins lucrativos
Protocolizado sob o nº. 27.616 em 04/12/2009 e registrado em micro-filme sob o nº. 18.112 em 15/12/2009 - 1º Cartório Registro SJC

Produzido por Webmaster JFB © 2010 Todos os direitos reservados. All rights reserved

Logística e transportes no Sudeste Brasileiro

Voltar Biblioteca
Indicadores sociais, populacionais e transportes

 

O Sudeste Brasileiro concentra a maior demografia por km2 de população. Hoje sua população está estimada em 72,6 milhões de habitantes, que representam mais de 43% da população total Brasileira, que lhe dá uma densidade demográfica de cerca de 80,0 hab./km2. Também é o Sudeste Brasileiro que detém o maior índice de urbanização do país, 90,52 %.
É na Região Sudeste Brasileira que se encontram as duas maiores cidades do Brasil; a grande metrópole São Paulo (considerada a maior cidade da América Latina), Capital do Estado de São Paulo e, a cidade maravilhosa, o Rio de Janeiro, Capital do Estado do Rio de Janeiro. As duas, mais a capital do Estado de Minas Gerais, Belo Horizonte, perfazem 20% da população brasileira e assim formam as maiores regiões metropolitanas do País.
 
 O Sudeste também responde pela maior parcela de riqueza do Brasil e seus indicadores socioeconômicos, estão ai para mostrar: analfabetismo, 7,5%, água tratada, 89%, recolhimento de lixo doméstico e industrial, 91%.
 Do ponto de vista de estratégia de negócios e de emprego, o Sudeste Brasileiro tem a melhor logística de transportes do país, com os maiores aeroportos, extensa malha ferroviária, grande e diversa malha rodoviária e os mais importantes portos fluviais do Brasil, onde se destacam os portos de Santos (SP) e os do Rio de Janeiro (RJ).
 
A Rodovia Eurico Gaspar Dutra (Via Dutra), que liga a cidade de São Paulo e a cidade do Rio de Janeiro, é o principal corredor rodoviário brasileiro de cargas e passageiros, assim como também é a mais movimentada do país a ponte aérea, que liga os aeroportos de São Paulo (Congonhas) e Rio de Janeiro (Santos Dumont).
 
A Fernão Dias, rodovia que liga a cidade de São Paulo a Belo Horizonte capital do Estado de Minas Gerais também, além de uma ótima rodovia, tem grande importância na circulação de mercadorias e no tráfego de passageiros entre as duas cidades e cidades limítrofes.
Juntam-se a estas, as Rodovias Estaduais Privatizadas, a saber: Rodovia dos Bandeirantes, Anhangüera, Castelo Branco, Raposo Tavares, Ayrton Sena, Anchieta e Imigrantes, que formam assim a maior malha asfaltada, do país.
No que tange ao transporte hidroviário, a principal via é a Hidrovia Tietê-Paraná, ligando o Estado de São Paulo ao Paraná, no Sul do País e a Moto Grosso, no Centro-Oeste Brasileiro.
 
A Malha Ferroviária, apesar de ter sido privatizada e de possuir um rico acervo em vias férreas e de  distribuição de ramais, encontra-se a bem dizer abandonada, nos percursos de grande distância. Aqui se encontra uma grande oportunidade de desenvolvimento e de negócios. É sabido que o transporte Rodoviário de Mercadorias, dia a dia está ficando mais próximo do ponto de conflito; Onera os pedágios, onera em muito o custo das mercadorias e hoje já deveria ser considerado um caso de saúde pública, dado que os acidentes envolvendo ônibus de grande percurso e caminhões vem aumentando dia após dia. Com os problemas gerados pelo aquecimento global aliado à alta do preço dos combustíveis, o transporte ferroviário desponta como uma alternativa, tanto no transporte rápido, seguro e eficiente de mercadorias como de passageiros. O Governo do Estado de São Paulo tem um projeto para a implementação do "Trem Bala", que ligará a cidade de São Paulo (SP) e a cidade do Rio de Janeiro (RJ) mas, que a principio só transportaria passageiros. No entanto, esperamos que esse projeto seja mais bem avaliado, concluído e levado a bom termo. Hoje o maior movimento de tráfego ferroviário se dá entre as regiões metropolitanas (trens de passageiros) que se interligam, na cidade de São Paulo com os metrôs.
 
Também, um dos maiores problemas enfrentados pelo corredor rodoviário São Paulo - Rio de Janeiro, a Rodovia Presidente Dutra, é o tráfego pesado de mercadorias. No entanto, esta parece não ser priorizado pelos Governos envolvidos ou então o loby das Empresas de Transporte Rodoviário está pesando bastante em suas decisões. No entanto, constata-se que os prejuízos causados com roubo de cargas e acidentes com esse tipo de transporte, são consideráveis. Portanto, continuamos crentes que a solução de transporte de mercadorias, em um País com as dimensões continentais do Brasil, tem forçosamente que passar pelo transporte ferroviário, muito mais econômico e seguro.
 
Entre os principais portos estão o Porto de Santos, o mais importante em volume e valor de carga importada e exportada; o Porto de São Sebastião, no Litoral Norte Paulista, os Portos do Rio de Janeiro, Sepetiba, Angra dos Reis e Niterói no Estado do Rio de Janeiro e os Portos de Vitória e Tubarão, no Estado do Espírito Santo.
logistica