Associação Cultural, Educação, Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável do Cone leste Paulista


Projeto iniciado em: 2007 - Restaurado em 2010 - Todos os direitos reservados
Página do Projeto Social "Formiguinhas do Vale" uma O.S.C.I.P. sem fins lucrativos
Protocolizado sob o nº. 27.616 em 04/12/2009 e registrado em micro-filme sob o nº. 18.112 em 15/12/2009 - 1º Cartório Registro SJC

Produzido por Webmaster JFB © 2010 Todos os direitos reservados. All rights reserved

Regiões – Cone Leste Paulista

Voltar Biblioteca
REGIÃO ALTO DO TIETÊ
- A região "Alto do Tietê" é a denominação aplicada aos municípios da Microrregião de Mogi das Cruzes e da Microrregião de Guarulhos. A região recebe esse nome em virtude da localização geográfica de suas cidades. O Rio Tietê nasce na cidade de Salesópolis e percorre parte desses municípios antes de chegar à Capital Paulista e foi quem lhe deu o nome. Todos os municípios fazem parte da Associação de Municípios do Alto Tietê (AMAT).

 
A região "Alto Tietê" possui uma produção variadissima, que vai desde artigos industrializados e manufaturados, até verduras e legumes, passando pela floricultura. Em suas cidades existem pólos industriais e estâncias turísticas.
 
Juntas as onze cidades contam com diversos setores de economia (industria, turismo e meio ambiente), tem um PIB de quase R$.: 37 bilhões e uma população estimada em 2,5 milhões de habitantes (IBGE 2006).
È em seu território também que nasce o mais importante rio do Estado, o Rio Tietê, responsável pela abastecimento de água da maioria de suas cidades, de parte da grande São Paulo e de muitos outros municípios até chegar à sua foz no Rio Paraná.
 
Municípios desta região:
- Arujá, Biritiba-Mirim, Ferraz de Vasconcelos, Guararema, Guarulhos (a mais industrializada de todas), Mogi das Cruzes, Poá, Salesópolis, Santa Isabel e Suzano.

 
REGIÃO BRAGANTINA
- Em virtude de seu acidentado relevo, aliado ao seu fácil acesso, a Região Bragantina está se tornando um dos principais centros de lazer do Estado, oferecendo variadas opções de esportes: alpinismo, trilhas, passeios a cavalo e diversos esportes náuticos, tendo vindo a firmar-se como uma ótima opção de lazer para quem gosta de curtir a natureza de uma forma mais emocionante. Sua localização estratégica, na região mais desenvolvida do país, no eixo Rio de Janeiro - São Paulo - Minas Gerais, aliada ao seu significativo circuito das águas, tem vindo a proporcionar um significativo aumento de transito turístico e de investimentos que em muito está contribuindo para o seu acelerado progresso. É também chamada da "Região Cristalina", por sua ótima hidrografia, que é dominada pelos rios Jaguari e Atibaia, afluentes do Rio Tietê  e parte da grande bacia do Paraná. No coração desta região, rica em natureza, reina Bragança Paulista, cidade que deu o nome a esta região, que vem investindo pesado afim de se tornar um centro industrial de peso. Assim, o parque industrial só tem vindo a aumentar; industrias de produtos alimentícios e laticínios vêm crescendo lado a lado com indústrias de móveis, calçados, pré-moldados, autopeças e equipamentos eletrônicos.  Assim, neste esforço conjunto, tem vindo a se notar um grande desenvolvimento nas áreas cultural, educacional, tecnológico, turístico, ambiental e de lazer, o que no seu conjunto tem favorecido o seu crescimento e mantém a luz de um bom futuro, bem acesa.
 
Municípios desta região:
- Águas de Lindóia, Amparo, Atibaia, Bom Jesus dos Perdões, Bragança Paulista, Joanópolis, Lindóia, Monte Alegre do Sul, Nazaré Paulista, Pedra Bela, Pinhalzinho, Piracaia, Serra Negra, Socorro, Vargem e Tuiuti.
 
REGIÃO SERRANA DA MANTIQUEIRA
- A região "Serrana da Mantiqueira" pode ser considerada um privilegio da natureza, um paraíso ecológico situado na Serra da Mantiqueira, onde ecologia, lazer, história e cultura convivem harmoniosamente. Estes municípios, situados a uma altitude que varia de 790 metros até 1.900 metros acima do nível do mar, ali se encontram cenários cinematográficos naturais e um dos melhores climas de montanha do mundo. A excelência do clima da região aliada à sinuosidade do seu geográfico, à pureza de seu ar que é considerado entre os mais puros do mundo, fazem da região um reduto de saúde e de lazer.  Na parte esportiva, proporciona a prática dos mais diversos esportes desde os mais radicais aos mais leves. No ponto de vista de atrações, suas cidades nos apresentam uma rica história e alguns monumentos e construções, marcos da época das bandeiras, no caminho às minas gerais; uma culinária típica e regional, de cada uma das suas cidades. Em Campos do Jordão se destaca a vocação pela música, sediando a "Festival de Inverno de Campos do Jordão" , um dos eventos musicais mais importantes das Américas, além de outros eventos musicais e, o seu "Horto Florestal" exemplo de protecionismo ambiental.
 
Do ponto de vista econômico, o turismo é o seu forte, destacando-se o Turismo Histórico, Rural, Aventura, Climático e Gastronômico.
Municípios que compõem esta região: Campos do Jordão, Gonçalves (MG), Lavrinhas, Redenção da Serra, São Bento do Sapucaí e Santo António do Pinhal.
 
LITORAL NORTE PAULISTA
- O Litoral Norte Paulista, está entre os setores litorâneos brasileiros mais bem conservados e onde se situa a maior parte remanescente da Mata Atlântica. Também, suas praias e ilhas estão entre as menos poluídas da costa sul brasileira. As praias do litoral norte paulista se espalham em torno de pitorescas vilas de pescadores ou pequenos núcleos e cidades habitacionais e outras em ilhas, verdadeiramente paradisíacas. Seu primeiro município é Bertioga, onde tudo começou e um antigo forte ainda guarda a memória de Hans Staden, aventureiro alemão, seqüestrado pelos tupinambás em meados do século XVI e que, ao fugir, afim de não ser devorado pelos índios canibais, escreveu suas memórias e fez uma série de desenhos, considerados as primeiras imagens existentes sobre o Brasil. Cidade de natureza e praias deslumbrantes, limpas e quase intactas, Bertioga pode-se dizer ser a mãe do Litoral Norte e por que não também dos sertões paulistas e mineiros.

 
O próximo município é São Sebastião: separado de Bertioga por dezenas de praias de mar bem azul, foi fundada no final do século XVI; a cidade abrigou os primeiros engenhos de cana-de-açúcar do Brasil e importantes fazendas de Café. Hoje sua economia está em grande parte baseada no turismo, nas indústrias de transformação de pescado e, como segundo maior Porto do Estado, também nas atividades portuárias. Cidade histórica, a sua região central abriga diversas edificações da época colonial, conservadas e abertas à visitação pública. O município abriga 78 km de costa com paisagens, natureza e praias deslumbrantes, onde se podem destacar as praias: Enseada, Cigarras, Toque-Toque, Guaecá, Paúba, maresias, Boissucanga, Camburi, Barra do Sahy, Juquery e muitas outras. Também são destaque sua mata atlântica característica de encosta, suas trilhas e cachoeiras.
É no Litoral Norte Paulista que se situa também Ilhabela, a maior ilha marítima Brasileira, com quase 350 mil m2 de área, quase totalmente preservada. Ilhabela possui, 60 praias e por sua sinuosidade, seu característico relevo e por suas águas, tem vindo a se tornar a preferida para a prática de diversos esportes, destacando-se o náutico e o de trilhas. São 150 km de costões e praias, algumas ainda selvagens, de acesso apenas possível por barco e outras somente com carros especiais de tração às 4 rodas; 400 cachoeiras cortam a sua vegetação formada por grande variedade de árvores e plantas nativas da Mata Atlântica, preservadas pelo "Parque Estadual de Ilhabela", em um cenário azul de horizonte inatingível pela vista humana.
 
Após São Sebastião, encontramos Caraguatatuba, principal porta de entrada do Litoral Norte dada a acessibilidade que lhe proporciona a Rodovia dos Tamoios que liga a Via Dutra e o Litoral Norte, conhecida pelos índios tupis como "a enseada dos altos e baixos". A cidade em sua formação geográfica, apresenta uma enseada com muitos recifes e pequenas ondulações de areia. Dessas formações rochosas nasceu a pedra do jacaré, na prainha e ainda a pedra do Sapo. A beleza de Caraguatatuba é ainda maior pela passagem do Rio das Pedras, com suas várias quedas d'água. Caraguatatuba, muito embora a sua grande concentração populacional e o adiantado estado urbanístico, ainda conserva grande área de Mata Atlântica, que em suas trilhas, permitem ao visitante, desfrutar de dezenas de cachoeiras e locais paradisíacos, passou por muitas dificuldades e contornos econômicos. Mas seu povo guerreiro soube-se reerguer e hoje nos apresenta uma cidade restaurada e acolhedora. Suas praias, são sempre muito procuradas, pela estrutura turística e de entretenimento que proporcionam a seus visitantes.
 
A seguir encontramos Ubatuba, a ultima praia do Litoral Norte Paulista, que faz divisa com Paraty, a primeira cidade do Estado do Rio De Janeiro que encontramos. A abertura da Rodovia Rio Santos, trouxe aos municípios do Litoral Norte Paulista, grande aumento de fluxo turístico, em virtude de seu traçado que permite ao seu visitante fácil acesso à maioria das praias de todo o Litoral Norte. Aqui, em Ubatuba a beleza da paisagem é inesquecível para quem tem a possibilidade de a conhecer. Mais de cem praias, que estão entre as mais limpas e preservadas de todo o Litoral Brasileiro, abrigo de iatistas, de pegadores de onda e dos amantes da natureza pura e preservada.
 
Ubatuba foi fundada em 28 de outubro de 1637 e seu nome originou-se de duas palavras indígenas "Ubá" (muitas) "Tuba" (canoas). Também foi aqui, nas areias das praias de Ubatuba que o Padre Anchieta escreveu seu poema à virgem com mais de quatro mil versos. Ubatuba além de sua rica história, soube manter e conservar seu patrimônio histórico e cultural além, de, lutar até aos dias atuais pela preservação de seu meio ambiente.
 
VALE DO PARAÍBA PAULISTA
-  O Vale do Paraíba foi, após o Litoral Norte, no inicio da colonização, o caminho para o desenvolvimento do Brasil e para a formação deste grande país. Por estes caminhos andaram primeiramente, José Ramalho e sua grandiosa tribo,  exploradores e aventureiros, depois bandeirantes que adentrando o Sertão, descobriram o ouro e as pedras preciosas das Minas Gerais a Goiás. Caminhos, rotas, pousos que depois viraram povoamentos e hoje grandes cidades, que ostentam valiosa arquitetura de época, igrejas, casarios e casarões. Essas cidades cresceram, conheceram a opulência do grandioso ciclo cafeeiro, historicamente gravada pela beleza de suas sedes de fazendas centenárias. Isto tudo devemos ao nosso Rio Paraíba do Sul, que ofereceu a nossos primeiros desbravadores, um caminho seguro rumo ao futuro. Com a inauguração da Rodovia Presidente Dutra, as cidades que a margeiam, conheceram uma nova era, a  industrial e hoje são cidades com elevada industrialização, destacando-se aqui grandes centros de alta tecnologia, como São José dos Campos, que com a inauguração do Centro Técnico da Aeronáutica, deu o primeiro paço para esse grande avanço tecnológico. No entanto, as cidades mais afastadas da rodovia, aparecendo como contraste, se nos apresentam seus primorosos valores tradicionais de nossa história e nos oferecem maravilhosos redutos de paz e conhecimento, aliados à hospitalidade característica de seus habitantes, com suas tradições e festas, com seus hotéis fazenda e sua beleza ecológica preservada. Enfim, nesta religião, história e progresso, tradição e alta tecnologia se aliam a um pólo turístico de grande valor para se tornarem um dos mais elevados PIB (Produto Interno Bruto) do Brasil.
 
Cidades que compõem esta região
:- Aparecida, Arapeí, Areias, Bananal, Caçapava, Cachoeira Paulista, Canas, Cruzeiro, Cunha, Eugênio de Melo, Guaratinguetá, Igaratá, Jacareí, Jambeiro, Lagoinha, Lorena, Monteiro Lobato, Moreira César, Natividade da Serra, Paraibuna, Pindamonhangaba, Piquete, Potim, Queluz, Quiririm, Roseira, Santa Branca, São Francisco Xavier, São José dos Campos, São Luiz do Paraitinga, Silveiras, Taubaté e Tremembé.
 
Para se conhecer um pouco mais sobre cultura, tradição, circuitos turísticos e história desta regiões, acompanhem mensalmente a Gazeta Valeparaibana, disponibilizada para download no seu site, com a intenção de  contribuir de alguma forma para um melhor conhecimento das nossas regiões, de todos os que nos visitam.
ttttttt


 

Regiões peculiares, com características de vida,
 
tradições e econômicas próprias e distintas.

 

A seguir iremos fazer um breve relato de cada uma delas,
 
no entanto disponibilizamos na Biblioteca
 
compêndios completos sobre cada região.