Associação Cultural, Educação, Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável do Cone leste Paulista


Projeto iniciado em: 2007 - Restaurado em 2010 - Todos os direitos reservados
Página do Projeto Social "Formiguinhas do Vale" uma O.S.C.I.P. sem fins lucrativos
Protocolizado sob o nº. 27.616 em 04/12/2009 e registrado em micro-filme sob o nº. 18.112 em 15/12/2009 - 1º Cartório Registro SJC

Produzido por Webmaster JFB © 2010 Todos os direitos reservados. All rights reserved

O mundo não está perdido

Voltar Biblioteca
O Mundo não está e nunca estará perdido.

O Planeta Terra não vai acabar.
Sempre sobreviveu ás mutações.
Agora ... A vida na terra?

 

 
Filósofos de ocasião, oportunistas, mídia em geral, em virtude dos acontecimentos infelizes que assolam o mundo e o Brasil, como parte integrante deste planeta, comumente falam e passam a falsa idéia para a população de que "O Mundo está perdido !".

 
Olhando superficialmente podemos até, de fato ter essa impressão, mas o mundo não está perdido e o planeta terra também não irá nunca acabar. O que pode acabar isso sim, é o sistema de vida no planeta terra num caso mais extremo, ou então a evolução da espécie animal e floral, com o fim de se adaptar ao sistema.
 
O mundo está em perfeita harmonia. O sol cumpre sistematicamente seu papel, sem alardes nem reclamações; uma vez mais quente, outra vez mais frio mas, tudo está em perfeita harmonia.As sementes germinam, a floração acontece, os rios seguem os seus cursos e a vida animal atende os objetivos que  lhe foram pré- fixados, com equilíbrio harmônico.
 
Portanto, o Mundo não está perdido, o homem é que, ano após ano vem perdendo o rumo e se perdendo no tempo e no espaço, se desligando das coisas e da natureza, numa corrida desenfreada, no consumismo e na busca de uma felicidade que nem mesmo ele sabe qual é.
 
Dinheiro, poder... Por vezes penso que o homem tem vindo ano após ano a sofrer intervenções biológicas muito parecidas com as técnicas transgênicas que  os grandes gananciosos por poder, tentam impor à natureza. Mas, parece que estas alterações transgênicas ou estão deixando o homem cego ou então hipocritamente egoísta. Como pode o ser humano embarcar neste consumismo multinacionalizado (globalizado), não analisando as vantagens e as desvantagens desses seus impulsos consumistas. As repercussões de seus atos para seus próprios filhos e netos. 
 
O importante é ser feliz hoje. Estou vivendo, respirando, me desloco no carro que quero, me comunico de qualquer lugar e a qualquer hora, de minha telinha viajo pelo mundo. Me alimento... do que? Alimento meus filhos com o que? Está quente, dia a dia mais quente? Porque? O granizo destruiu minha cidade? Porque? A Ilha onde estou vivendo está sendo ameaçada pelo mar e tende a desaparecer? Porque?
 
Falta de questionamentos para opção de caminhos e de rumos não falta. Falta então o que? - Coragem para mudar ? Acomodação ? - Como podemos nos acomodar quando os estudos indicam que nossos filhos e netos talvez não tenham mais água natural para beber e tenham que matar sua sede com uma água geneticamente modificada ou então industrializada?
 
Que irão viver em um mundo com temperaturas médias de 40 graus centígrados no calor  e 20 graus negativos no frio?
 
O homem é que se esquece da sua condição natureza e acaba embarcando nos despenhadeiros dos mais variados vícios.
 
A terra continuará fazendo seus movimentos de rotação e translação, obedecendo às leis da física e do universo e os astro continuarão a girar no espaço infinito, dentro da mais perfeita harmonia e de acordo com as leis do universo.
 
O homem sim, esse está percorrendo o seu caminho, fazendo suas próprias leis, voltando as costas para o habitat e os outros ecossistemas onde se encontra inserido e mais, interferindo negativamente neles.Neste projeto também inserimos estudos científicos, onde se afirma que a violência de nossas crianças, está diretamente ligada ao afastamento delas das coisas naturais. Rolar na lama, correr no mato, respirar poeira, tomar chuva, jogar bola descalço... Paralelamente a uma casa confortável para depois descansar e uma alimentação natural e farta para o nutrir.
 
Governo entra, governo sai e a carruagem continua sem sair do lugar...
 
O Homem está de tal forma mal informado e desviado do caminho, chegando ao ponto de se sentir o Senhor do Mundo... Sendo para ele normal obstinar-se em construir a sua felicidade, pisando sobre tudo e  sobre todos.
 
O Homem sim, esse está desequilibrando toda uma sociedade, estando assim em prefeita oposição, diante do prefeito equilíbrio do Universo...
 
Por isso o Mundo nunca irá acabar. Agora, a vida na terra ...
 
Depende de nós.
 
Filipe de Sousa