Associação Cultural, Educação, Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável do Cone leste Paulista


Projeto iniciado em: 2007 - Restaurado em 2010 - Todos os direitos reservados
Página do Projeto Social "Formiguinhas do Vale" uma O.S.C.I.P. sem fins lucrativos
Protocolizado sob o nº. 27.616 em 04/12/2009 e registrado em micro-filme sob o nº. 18.112 em 15/12/2009 - 1º Cartório Registro SJC

Produzido por Webmaster JFB © 2010 Todos os direitos reservados. All rights reserved

Gerenciamento de lixo urbano

Voltar Biblioteca

Introdução Básica
Gerenciamento Integrado do Lixo Municipal


 
Gerenciar o lixo de forma Integrada significa:

 
·
Limpar o município por meio de um sistema de coleta e transporte adequado e tratar o lixo utilizando tecnologias compatíveis com a realidade local;

·
Garantir o destino ambientalmente correto e seguro para o lixo;
·
Conceber um modelo de gerenciamento adequado para o município, respeitando suas condições;
·
Ter consciência de que todas as ações e operações envolvidas no gerenciamento estão interligadas, influenciando uma às outras.
 
A experiência tem demonstrado que o caminho para mudanças nos sistemas de gerenciamento do lixo municipal se faz por meio da evolução gradual.  Pequenas melhorias, mantidas de forma consistente por vários anos, demonstram mais casos de sucesso que tentativas de obtê-lo em um único grande evento.

 
As autoridades municipais são peças fundamentais no gerenciamento integrado do lixo municipal. Elas não somente têm a responsabilidade pela implementação e articulação de ações em relação ao lixo, mas também estabelecem os parâmetros para seu desenvolvimento.
 
O acelerado processo de urbanização, aliado ao consumo crescente de produtos menos duráveis, provocou sensível aumento de volume e diversificação do lixo gerado e sua concentração espacial. Desse modo, o encargo de gerenciar o lixo tornou-se uma tarefa que demanda ações diferenciadas e articuladas, as quais devem ser incluídas entre as prioridades de todas as municipalidades.
 
Em relação ao lixo, as comunidades enfrentam atualmente grandes desafios, dentre os quais podemos citar:
 
·
Encontrar soluções ambientalmente seguras para os problemas decorrentes da geração do lixo em grandes quantidades;
·
Encontrar soluções para o lixo gerado em pequenas e médias comunidades com poucos recursos;
·
Encontrar soluções para a relação água/lixo.

 
Concepção de um Modelo de Gerenciamento de Lixo Municipal

 
Os sistemas de limpeza urbana são de competência municipal. Devem promover a coleta, o tratamento e a destinação ambiental e sanitária de forma correta e segura. No entanto, esta tarefa não é fácil, devido a fatores como:

 
·
Inexistência de uma política brasileira de limpeza pública;

·
Limitações de ordem financeira;
·
Deficiência na capacitação técnica e profissional;
·
Descontinuidade política e administrativa;
·
Ausência de controle ambiental efetivo.
 
Os fatores acima se constituem em problemas que, se aceitos passivamente, têm como conseqüência o imobilismo quanto à questão do lixo urbano, resultando em problemas para a saúde e para o meio ambiente.
 
Algumas Informações são essenciais para o correto planejamento do gerenciamento do lixo municipal:

 
·
Taxa de Geração por habitante;

·
Composição Química;
·
Composição Física
·
Teor de matéria orgânica;
·
Unidade,
·
Poder Calorífico;
·
Densidade Aparente;
·
Teor de materiais combustíveis e incombustíveis.
cap10-10
cap10-10-A
Uma forma viável de administrar estes problemas é a parceria com
Associações Civis e Cooperativas de Reciclagem
.
 
A OSCIP Formiguinhas do Vale está estudando e buscando parcerias
para a reutilização de Lixo Eletrônico e de Óleo de Cozinha, além do
projeto Arte & Sobra que pretende trabalhar o artesanato com rejeitos urbanos.